quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Gaúcho exalta volta de Rodrigo Caetano ao Vasco

O Vasco conta com a volta de um velho conhecido e que realizou um trabalho importante no clube entre 2009 e 2011. Rodrigo Caetano foi o responsável pela montagem da equipe que subiu em 2009 da Série B para a Série A e formou a equipe vitoriosa de 2011, campeã da Copa do Brasil e 2ª colocada no Brasileiro daquele ano. Gaúcho, ex-técnico do Vasco, elogia Rodrigo Caetano e diz que o Vasco acertou em recontratar o profissional para o futebol do clube:

“Acho que qualquer profissional tem que ter autonomia, autonomia em seu trabalho, na sua função. O Rodrigo é uma pessoa de uma competência muito grande, acho que o Rodrigo dentro do Vasco teve oportunidade de colocar todo o seu conhecimento em prática, e isso não ocorreu no Fluminense, acho que ele ficou meio sufocado, mas o Rodrigo é um profissional de alto nível, e tenho certeza que, voltando ao Vasco e o Vasco dando ao Rodrigo a tranquilidade e a confiança no seu trabalho, tenho certeza que o Rodrigo vai realizar novamente um grande trabalho. É uma pessoa de altíssimo nível, um conhecimento muito grande, um ex-atleta também, que tem conhecimento dessas partes que envolvem o campo, o que é muito importante para uma pessoa que lida com futebol. O Vasco está trazendo um excelente profissional de volta, tenho certeza que vai realizar um grande trabalho.”
Rodrigo Caetano encontrará um Vasoc nocauteado com o rebaixamento para a Série B e terá que fazer uma transição para 2014, montando uma nova equipe para voltar rapidamente para a elite. Na opinião de Gáucho, o Vasco precisa aproveitar o momento e aproveitar melhor os jovens valores formados na base vascaína:

“Eu fiz a função de transição dos juniores para os profissionais durante 4 anos, saiu o Rômulo, Allan, Max, Jonathan, Jomar, Jhon Cley, Marlone, muita gente. Infelizmente eu também sofri pressão com relação a isso. Um clube formador é um clube formador, e o Vasco sempre foi um clube formador, eu me tornei atleta de futebol no Vasco, Roberto Dinamite a mesma coisa, um clube de futebol tem que buscar o tempo todo isso, e nos maiores times da história, o Vasco teve 5 ou 6 jogadores formados em seu elenco. Nesse trabalho de base tem que haver também pessoas competentes pra realizar isso de uma forma diferenciada sobre as outras equipes, tem que formar atletas com muita cobranças, muita exigência para os jogadores ervirem ao futebol por 10 ou 15 anos', disse à Super Rádio Brasil.


Fonte: Supervasco
Postar um comentário